Formatura: Vestidos

Por mais que o quarto e último bimestre do ano escolar sempre pareça demorar uma eternidade, o fim do ano já está mais do que próximo, e são nesses três próximos meses que acontecem os eventos mais celebrados e esperados do ano: Natal, véspera de ano novo e para algumas garotas: A FORMATURA! Quando o assunto é festa formal, o item que ainda assusta a maiora das garotas é o traje. Foi-se o tempo em que precisávamos obrigatoriamente usar vestidos com  cara de tia longos para ir em eventos como esse. A moda na última década proporcionou um leque repleto de possibilidades, principalmente para nós, jovens e adolescentes.Graças a sua idade, você pode usar vestidos mais curtos (sem exageros, claro) sem medo! Além de serem mais confortáveis para dançar e caminhar, os modelos curtos são quase sempre mais jovens e delicados. Atendendo a dezenas de emails, replys no twitter (e pedidos na hora do intervalo do colégio) preparei um post completo com modelos de vestidos para que vocês possam se inspirar e copiar.


Gosto bastante dessa mistura de cores: O preto que é uma cor pesada combina perfeitamente com o rosa seco, que faz o balanço da peça fazendo com que o look fique delicado e leve sem perder o efeito wow do preto. Na medida.


A cor preta será sempre A COR PRETA. Insubstituível. Além de ficar bem na maioria das pessoas (porque emagrece!) ele é super fácil de combinar. Caso opte por um vestido dessa cor, aposte na make ou nos acessórios mais coloridos.

Um dos assuntos que mais foi discutido em blogs, sites e revistas no fim do ano passado até o meio desse ano foi o NUDE. Tanto no mundo da moda quanto no mundo da maquiagem. Por aqui mesmo a gente já até falou sobre o assunto. Mas nessa história toda de nude pra cá, nude pra lá, muita gente ainda tem um certo preconceito com o tom. Nude não é mesma coisa que bege. Embora acabamos tendo que usar essa expressão para conseguir um tom parecido determinados lugares, devemos saber que existe sim diferença entre uma coisa e outra. Essa linha de cor que é considerada fina, é uma espécie de coringa, isso porque permite com que a mulher, leve a atenção para onde quiser. Sapatos, make ou cabelo.


A maioria das formaturas acontece no auge do verão, ou seja, usar cores fortes e quentes é mais do que permitido.



Esse modelo é de fato meu favorito para festas e formaturas – embora eu tenha um pouco de receio em usá-los em determinadas ocasiões. Meu braço/axila são gordinhos, modelos como esse acabam deixando essa parte do corpo em evidência.

Pra facilitar sua vida, aí vão 14 dicas de duas mulheres que entendem tudo:




Glorinha Kalil
1 – Quem tem corpo curto não deve usar. Porque fica sem espaço entre o pescoço e a cintura.
2 – Seios grandes são um complicador. O vestido muito estruturado joga os seios para cima, junto aos braços. Se o vestido não tiver estrutura, os seios ficam meio achatados e caídos – e o vestido pode acabar caindo também com o peso.
3 – Tomara-que-caia exige cintura fina. Estômago saliente fica mais saliente ainda. De perfil, fica feio. As muito baixinhas e sem cintura parecem uma salsicha num tomara-que-caia muito justo.
4 – As costas precisam ser magras. Senão, o vestido faz umas pregas, uns rolinhos nas costas, alem de saltar gordura por cima.
5 – Quem tem seios pequenos precisa ajustar o vestido ao corpo como uma segunda pele, não pode ser frouxo, senão despenca.
6 – Não há limite de idade. O mais importante para vestir bem um tomara-que-caia é a qualidade dos braços. Mulheres mais velhas com braços razoáveis podem ficar elegantes com vestidos sem alça, no modelo apropriado.
7 – A pele tem de ser boa. No tomara-que-caia, o colo fica na bandeja, na altura do olho. Mostra o que você tem de melhor. Ou de pior.

Costanza Pascolatto
1 – O bronzeado da brasileira valoriza o tomara-que-caia. As muito brancas não ficam tão bem. Dá um certo enjoo ver toda aquela alvura exibida: braços, costas, colo. Para as branquinhas, é melhor que o vestido seja de cor escura, para dar contraste. Evitem o bege, o creme.
2 – Mulheres com ombros estreitos e redondos não deveriam usar tomara-que-caia.
3 – Dependendo de como estão os braços, a mulher deve desistir até de usar roupas sem mangas. Porque envelhece mostrar o que não se tem mais de bom.
4 – Há os tomara-que-caia informais e os de alta costura. As brasileiras, claro, não vão usar esses vestidos caríssimos das atrizes de Hollywood. Ninguém sai em Copacabana com uma roupa que parece uma escultura.
5 – Alguns tomara-que-caia vintage são arriscados, porque têm uma forma antiquada de peito, e o decote profundo não ajuda a ficar elegante.
6 – São mais seguros os estruturados, com barbatanas entre dois tecidos, o de dentro e o de fora.
7 – O ideal é que o vestido não apareça mais do que a mulher. O tomara-que-caia não deve ser tão chamativo a ponto de ficar em primeiro plano. E não pode ser dois números abaixo do tamanho da mulher. Tomara-que-caia apertado demais não é sexy.


Repare que eu trouxe em cada imagem um exemplo de babado: Pois é, os babados são A TEXTURA da atualidade. Quanto mais volume e feminilidade, melhor. Porque tanto love por uma peça? Eles além de deixar qualquer menina bem girlie e princesinha, são super democráticos, favorecem quase todos os biótipos! Basta escolher um modelo que camufle a parte certa do seu corpo! No próximo post da série FORMATURA falaremos sobre SAPATOS! Aguardem! ; )




 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...